A Mais de 40 anos
cuidando do seu
maior bem

slide-item-01

Medicina escolar

slide-item-02

Assistência à
Creche

slide-item-03

Escola que tem URMES
está sempre passando bem

slide-item-04
URMES NEWS

MENINGITE

Meningite é a inflamação das meninges, membranas que envolvem o cérebro. Caracteriza-se por quadro de febre, choro intenso (nos bebês), prostração, dor de cabeça, vômitos e rigidez de nuca.

Diante destes sinais o médico deve ser rapidamente contactado, já que as chances do tratamento ser eficaz estão diretamente relacionadas a precocidade da instituição do mesmo.

É Doença de Notificação Compulsória, devendo o Posto Municipal de Saúde ser comunicado em 24 horas.

São causadas por diferentes agentes infecciosos. Em nosso país, as mais comuns são as meningites virais, menos graves e que costumam evoluir para a cura e sem deixar sequelas. As meningites bacterianas são graves, com alta letalidade e risco de deixar sequelas. Dentre elas, a mais comum hoje no Brasil é a meningocócica, seguida da pneumocócica.

É fundamental para o controle de surtos de meningite que cada caso seja diagnosticado com precisão quanto à etiologia. Dependendo do agente etiológico serão tomadas as devidas medidas profiláticas, não havendo em nenhuma situação, necessidade de interrupção das aulas.

A manutenção do ambiente sempre arejado é uma importante medida de prevenção, principalmente nos meses frios, mas apenas a vacinação pode prevenir a doença de forma mais eficaz.

As vacinas contra meningite pelo Bacilo da tuberculose e por Haemophilus influenzae do tipo b, já fazem parte do calendário básico do Programa Nacional de Imunizações. Estão disponíveis nos Postos Municipais de Saúde há muitos anos, fato que permitiu a quase eliminação das meningites por esses agentes infecciosos no nosso país.

A partir do ano de 2010 as vacinas contra meningite por Pneumococos (10 valente) e Meningococos C passaram a estar disponíveis na rede pública de saúde para crianças menores de 2 anos de idade. As vacinas contra os tipos A, C, W, Y e B da doença meningocócica e 13 valente contra as meningites pneumocócicas estão disponíveis na rede privada e são recomendadas pelas Sociedades Brasileiras de Pediatria (SBP) e de Imunizações (SBIm).

Existem 3 tipos de vacina contra a meningite meningocócica:

Meningocócica C Conjugada - contra o tipo C da bactéria. Vacina eficaz a partir dos 2 meses de idade. Protege por cerca de 5 anos, por isso, a recomendação de reforços. Recomendada para crianças e adolescentes. Disponível na rede pública (para menores de 2 anos) e em clínicas de vacinação da rede privada.

Meningocócica Conjugada Quadrivalente ACWY - contra os tipos A, C, W e Y da bactéria. Vacina recomendada a partir dos 12 meses de idade. Protege por cerca de 5 anos, por isso, a recomendação de reforços. Recomendada para crianças e adolescentes. Disponível na rede privada, nas clínicas de vacinação.

Meningocócica B - contra o tipo B da bactéria. Vacina eficaz a partir dos 2 meses de idade. Recomendada para crianças e adolescentes. Disponível na rede privada, nas clínicas de vacinação.

Calendário de Vacinação contra a Doença Meningocócica

De acordo com a SBP e SBIm:

  • 3 meses: Meningócica C conjugada e Meningócica B;

  • 5 meses: Meningócica C conjugada e Meningócica B;

  • 7 meses: Meningócica B;

  • 12 a 15 meses: Meningócica conjugada ACWY (ou Meningócica C conjugada) e Meningócica B;

  • 5 a 6 anos: Meningócica conjugada ACWY (ou Meningócica C conjugada);
  • 11 anos: Meningócica conjugada ACWY (ou Meningócica C conjugada);

Para adolescentes nunca vacinados:

  • Meningócica conjugada ACWY (ou Meningócica C conjugada) = duas doses com intervalo de 5 anos entre elas.
  • Meningócica B = duas doses com intervalo de 1 mês entre elas.


Dra.Isabella Ballalai
Diretora-médica da URMES
CRM: 52.48039-5

DMX Web Solutions