A Mais de 40 anos
cuidando do seu
maior bem

slide-item-01

Medicina escolar

slide-item-02

Assistência à
Creche

slide-item-03

Escola que tem URMES
está sempre passando bem

slide-item-04
DICAS URMES - MEDICINA E SEGURANÇA

Doutor, meu filho está rangendo os dentes. Será verme?
Bruxismo ou Briquismo

O bruxismo constitui-se no hábito de apertar e ranger os dentes, sendo comum em cerca de 15% das pessoas. Estas podem sofrer fortes dores de cabeça, desgastes dos dentes e distúrbios da articulação mandibular.

As causas do bruxismo podem estar relacionadas a tensão emocional e ao fechamento inadequado da boca. Tais sintomas geralmente são observados durante o sono, porém o ranger dos dentes à noite e apertá-los durante o dia podem constituir um problema progressivo, onde a pessoa pode não se dar conta ao longo do tempo da própria tensão muscular, sendo feito o diagnóstico depois do problema ter se instalado.

Na grande maioria dos casos o bruxismo está associado ao estresse. Constata-se que todos as pessoas com sintoma de bruxismo têm aumento da tensão emocional (que pode estar associado aos mais diferentes motivos).

Existem inúmeras teorias quanto à etiologia do bruxismo; no entanto as mais aceitas indicam como principais fatores desencadeadores do sintoma o estresse emocional.

O estresse emocional pode ser desencadeado pelas mais diferentes situações, tais como: separação dos pais, morte de um ente querido, mudanças regulares na vida da criança ( de escola, de casa...), excesso de atividades extra escolares e outros.

O hábito de cerrar os dentes e apertá-los pode estar relacionado à repressão sofrida pela criança na fase em que ela estivera desenvolvendo sua oralidade. O bruxismo pode também estar relacionado a dificuldade que a criança (ou adulto) tenha de expressar sua raiva, mantendo esta energia retida e redirecionada para si mesmo (retroflexão). Muito freqüentemente a criança ou o adulto não têm consciência deste sentimento (raiva, ansiedade, hostilidade), necessitando portanto de todo um trabalho de conscientização, isto é, de como este sintoma se manifesta em seu corpo, qual o seu significado neste momento, para que está servindo...

O primeiro passo para lidar com este problema é reconhecê-lo. Este reconhecimento pode ser feito pela família, pelo odontologista ou pela própria escola. É importante perceber que o problema não vem do nada e tentar relacionar suas causas no dia a dia e na história de vida de cada um e, quando se perceber necessário, a psicoterapia pode ser indicada na identificação e tratamento das dificuldades emocionais associadas ao bruxismo.

Atuall Digital