A Mais de 40 anos
cuidando do seu
maior bem

slide-item-01

Medicina escolar

slide-item-02

Assistência à
Creche

slide-item-03

Escola que tem URMES
está sempre passando bem

slide-item-04
DICAS URMES - MEDICINA ESCOLAR
PRIMEIROS SOCORROS - QUANDO LEVAR AO PRONTO-SOCORRO:

A - A função da Urmes:

Melhorar o estado geral da criança, livrando-a de qualquer risco de vida até que possa ser encaminhada pela família, a seu médico assistente.

B - Quando chamar a URMES:

  • quando já se fez o primeiro atendimento e a queixa se mantém;
  • quando houver dúvidas quanto à necessidade de procurar o pronto-socorro;
  • quando houver qualquer dúvida em relação ao bem-estar da criança;
  • quando houver suspeita de doença infecciosa.

Enquanto o médico não chega.

  • manter a calma;
  • agir rápido;
  • definir o problema;
  • dar conforto à criança.

Ao fazer o chamado:

  • passar o nome do aluno e sua idade;
  • informar precisamente o seu estado de saúde e a queixa.

Atenção:

  • não dar líquidos à pessoas desacordadas;
  • não manipular membros com suspeitas de fraturas;
  • garantir que a pessoa esteja respirando sem dificuldades.

C - QUANDO LEVAR AO PRONTO-SOCORRO:

Quando a situação requiser claramente um atendimento hospitalar (suturas, desmaios, convulsões, fraturas, luxações e entorses, desidratação, etc).

Ferimentos superficiais:

Antes de tudo:

  • lavar suas mãos, colocar luvas;
  • estancar o sangramento com compressão.

Depois:

  • lavar o ferimento com água e sabão neutro;
  • aplicar anti-séptico. Atenção para as alergias!
  • proteger o ferimento com curativo;
  • comunicar a família;
  • lembrar da vacina anti-tetânica em dia.

Ferimentos e cortes extensos e profundos:

  • lavar suas mãos, colocar luvas;
  • estancar o sangramento com compressão;
  • lavar o ferimento com água e sabão neutro;
  • proteger o ferimento com curativo;
  • levar ao pronto-socorro mais próximo;
  • comunicar à família.

Obs.: Se mesmo com a compressão o sangramento não cessar, continuar comprimindo e levar diretamente ao pronto-socorro.

Ferimentos fechados:

  • Hematomas - Fraturas - Torções - Luxações etc.
  • repouso da parte afetada;
  • gelo local;
  • chamar a URMES ou levar ao pronto-socorro ortopédico

Corpos estranhos:

Nos olhos:

  • lavar as mãos (suas e da criança);
  • lavar abundantemente os olhos com soro fisiológico ou água;
  • pedir para abrir e fechar os olhos;
  • evitar esfregar os olhos;
  • chamar a URMES.

No nariz ou nos ouvidos:

  • somente tentar a retirada se parecer muito fácil;
  • diante de qualquer dificuldade desistir e chamar a URMES.

Na garganta: (engasgos)

  • fazer compressão diafragmática (apertar o tórax, num abraço, na região do diafragma) ou comprimir do abdome para o tórax;
  • não tentar a retirada com o dedo (pode deslocar mais para baixo);
  • correr para o pronto-socorro.
  • lábios arroxeados = perigo

Traumatismo na cabeça:

  • tamanho do “galo” não é documento. Fazer gelo no local.

Sinais de perigo:

  • vômito;
  • dor de cabeça intensa;
  • perda da consciência; . . . . . . . . . Observar 48 horas
  • sonolência anormal;
  • alteração de comportamento;
  • confusão mental, etc . . . . . . . . . . Observar 48 horas

Queimaduras:

  • colocar a área queimada debaixo de água fria corrente durante 10 a 15 minutos;
  • chamar a URMES;
  • se muito extensa = Pronto-socorro.

Hemorragia nasal:

  • sentar a criança - nunca deitar;
  • comprimir as narinas;
  • compressa gelada.

Dor abdominal:

  • Verificar - se há febre;
  • se a barriga está dura (como tábua);
  • caso sim = chamar a URMES.

Dor de ouvidos:

  • compressa morna;
  • analgésico

Diarréia e/ou vômitos:

  • manter a calma;
  • confortar a criança;
  • oferecer soro caseiro em pequenas quantidades e com intervalos regulares;
  • não insistir na ingestão de alimentos;
  • oferecer dieta constipante;
  • chamar a URMES;
  • chamar a família.

Febre:

T.ax. > 37.5º C:

  • repouso;
  • ambiente ventilado;
  • roupas leves (evitar excesso de agasalho);
  • oferecer líquidos freqüentemente.

T.ax. até 38º C: = banho de imersão com água tépida (quebrada a friagem);

T.ax. de 38º C à 38,5º C: = banho de imersão + anti-térmico;

T.ax. > 38,5º C: = banho de imersão + anti-térmico + compressas frias.

Obs.: A criança com febre não deve frequentar a escola.

Desidratação:

  • prostração;
  • pele seca - pregueada;
  • mucosas secas - olhos sem lágrimas e boca seca;
  • fontanela (moleira) funda (bebês);
  • oferecer soro oral;
  • chamar a URMES;
  • levar ao pronto-socorro;

Convulsões:

Sem perda de sentidos:

  • ausência;
  • movimentos bizarros e involuntários;
  • procurar pronto-socorro.

Com perda de sentidos:

  • se houver febre, abaixar com toalha umedecidas (compressas frias);
  • não impedir movimentos;
  • proteger de quedas, traumatismo, asfixia;
  • afrouxar a roupa em torno do pescoço;
  • deitar de lado evitando aspiração.
  • correr para o pronto-socorro.

Envenenamentos e Intoxicações:

  • identificar a causa;
  • ligar para o médico da URMES informando qual o produto e que quantidade;
  • não provocar vômitos (principalmente se a causa é desconhecida, na ingestão de água sanitária, soda cáustica e outros produtos de limpeza).

 



Dra. Silvia Camara
Coord. Centro de Estudos - URMES
CRM: 52.47206-5

Responsável Técnico: Isabella Ballalai – CRM 52.48039-5
DMX Web Solutions