A Mais de 40 anos
cuidando do seu
maior bem

slide-item-01

Medicina escolar

slide-item-02

Assistência à
Creche

slide-item-03

Escola que tem URMES
está sempre passando bem

slide-item-04
DICAS URMES - ASSISTÊNCIA À CRECHE

CONTROLE DE ESFÍNCTER

O controle de esfíncter pode ser definido, sumariamente, como a capacidade adquirida pela criança de controlar a eliminação de suas funções fisiológicas básicas, a micção e a evacuação.

Esse controle pode ser iniciado à partir do momento em que a criança passa a apresentar algumas atitudes próprias de amadurecimento, o que ocorre em torno dos 18 meses. Por exemplo:

• quando houver horários regulares de evacuação, caracterizando um controle anal, que ocorre antes do controle da micção;
• quando a criança tem a capacidade de indicar, verbalmente, que as fraldas estão sujas;
• quando a criança percebe a sensação visceral de reto cheio, associando-a à evacuação, dirigindo-se ao vaso;
• quando a criança tem a capacidade de reter voluntariamente as fezes durante um certo período de tempo.

É importante registrar que a criança, inicialmente, aprende a fechar voluntariamente o esfíncter, antes de aprender a abri-lo, o que muitas vezes faz com que ela evacue involuntariamente, logo após levantar-se do vaso.

Após o controle anal será feito o ensino do controle voluntário da micção. Alguns fatores auxiliam nesse processo:

• uso de roupas simples, para rápida retirada, quando necessário;
• uso de fraldas apenas no período noturno;
• se a criança, de imediato, apresenta grande resistência adiar para algumas semanas depois.

O controle noturno da bexiga, entretanto, não necessita de aprendizado especial, aparecendo com a maturação da bexiga, que suporta um volume cada vez maior de urina, e com a maturação social da criança, que deseja não só dormir sem fraldas como um irmão ou amigo mais velhos, como também receber a aprovação social por acordar seca.

Finalmente, não se pode esquecer que a técnica destes ensinos deve evitar a rigidez ou o desejo de resultados em muito curto prazo, devendo-se respeitar o ritmo e a individualidade de cada criança.

Atuall Digital