A Mais de 40 anos
cuidando do seu
maior bem

slide-item-01

Medicina escolar

slide-item-02

Assistência à
Creche

slide-item-03

Escola que tem URMES
está sempre passando bem

slide-item-04
DICAS URMES - ASSISTÊNCIA À CRECHE

FEBRE

Manejo da febre na escola

A febre é o aumento da temperatura corporal (temperatura axilar maior ou igual a 37,5ºC). Na maioria das vezes, é um sinal de resposta a um processo infeccioso, que pode estar associado desde a um simples resfriado até a tão temida meningite.

Portanto, alunos e funcionários com febre não devem frequentar a escola até que descartada a origem infecciosa, pois podem expor o grupo ao risco de contágio. O afastamento temporário, de forma precoce e preventiva é importante medida para prevenir a disseminação de doenças infecciosas e proteger a coletividade. Importante lembrar que, uma vez instituída a causa da febre, a escola deve ser notificada para que, quando necessário, sejam tomadas medidas de prevenção ou outros cuidados.

O tempo de afastamento dependerá da doença infecciosa em questão e, para isso, o médico levará em consideração o período de transmissão que varia de acordo com a etiologia do quadro. Em geral, o retorno as atividades escolares deve se dar pelo menos 24/48 horas após instituído o tratamento e/ou a regressão da febre.

As famílias precisam ser orientadas a informar por escrito sobre o antitérmico recomendado por seus pediatras para que a escola possa atender adequadamente nessas situações. Quando essa informação não estiver disponível, os responsáveis pelo aluno devem ser contatados.

Quando a febre se manifestar pela primeira vez na escola, o aluno deve receber o antitérmico de acordo com as recomendações da família e de seu médico, o mais precocemente possível, e os pais devem vir buscar o aluno assim que possível.

Quando a febre se manifestar pela primeira vez em casa, a família deve administrar o antitérmico e deixar o aluno em casa.

Diante de febre, alguns cuidados devem ser tomados:
  • Administração do antitérmico;
  • Banho de imersão com água tépida ("quebrada a friagem") e caso a febre persista, compressas frias na cabeça, axila e região inguinal;
  • Repouso;
  • Manter o ambiente ventilado;
  • Preferir roupas leves (evitar excesso de agasalho);
  • Oferecer líquidos frequentemente.


Dra. Silvia Camara

Coord. Centro de Estudos - URMES



DMX Web Solutions